Aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft será investigada pela Federal Trade Commission

A aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft ainda não é um acordo fechado, e um obstáculo a ser superado é uma investigação antitruste (Uma espécie de lei ante monopólio dos EUA). Agora foi relatado que a Comissão Federal de Comércio dos EUA, em vez do Departamento de Justiça, lidará com a investigação. A aquisição da Microsoft seria a maior da história da empresa.


A FTC, sob o governo Biden, prometeu endurecer o policiamento de tais acordos e, no mês passado, emitiu uma declaração conjunta com o Departamento de Justiça, observando a preocupação com o aumento da concentração de indústrias, juntamente com um aumento nos registros de fusões em 2020/2021. Pouco depois, votou para bloquear a compra da Aerojet Rocketdyne Holdings por US$ 4,4 bilhões pela fabricante de armas Lockheed Martin por causa de preocupações antitruste.


A presidente da FTC, Lina Khan, defendeu uma abordagem mais agressiva para as empresas de tecnologia, que ela disse serem capazes de usar seu domínio em um setor para dominar outros. A FTC esteve envolvida recentemente na tentativa malfadada da Nvidia de adquirir a Arm. Se isso leva a alguma coisa aqui continua a ser visto.