Nintendo comprou um terreno de 10.028,55m².

Em um ano tão cheio de aquisições por parte das grandes empresas quanto foi 2022, a Nintendo não seria deixada de fora. No caso, em vez de comprar a Activision ou a Bungie, a Nintendo comprou um terreno de 10.028,55m².




Conforme publicado no site oficial da Nintendo, a área pertencia à cidade de Kyoto, onde fica a sede da própria Nintendo, e foi adquirida por ¥ 5 bilhões (equivalente a aproximadamente R$ 187.103.000). O objetivo é reforçar a área de pesquisa e desenvolvimento da empresa.


Desde o início do ano, a Nintendo adquiriu também empresas com as quais colaborava há um bom tempo — SRD Co. Ltd e Next Level Games, por exemplo. A última dentre as duas citadas, inclusive, é responsável pela série Mario Strikers, cujo próximo jogo, Mario Strikers: Battle League, será lançado em junho.


Quando falamos nas grandes franquias da Nintendo , 2022 também já se mostrou um ano movimentado. Há pouco tempo, houve a confirmação de que a sequência de The Legend of Zelda: Breath of the Wild foi adiada para 2023. Não há, até o momento, uma data específica confirmada.


De acordo com publicação do GameSpot, alguns especialistas dizem que o gameplay apresentado para a sequência de The Legend of Zelda: Breath of the Wild seria "bom demais" para as capacidades conhecidas do Nintendo Switch. Esse seria um indicativo de que a Nintendo lançará, sim, um Switch Pro ou algo semelhante.


Por enquanto, a Nintendo não confirma a existência de um Nintendo Switch Pro. Oficialmente, só existe a informação de que teremos uma sequência de Breath of the Wild que, a princípio, será lançada para o mesmo console no qual o título original foi lançado.